13 janeiro 2010

Quando desviamos o nosso olhar de Deus

Muitas vezes em nossa caminhada cristã, chegamos a um ponto de conflito com nós mesmos e com o mundo que nos cerca, paramos de caminhar e observamos o mundo a nossa volta, as pessoas que não seguem os mesmos caminhos que nós seguimos. Quando isso ocorre temos muitos de nós têm o desejo de se desviar do Caminho, e muitos se desviam. Mas, isso não ocorre somente conosco, temos na Bíblia um exemplo desse fato:
VERDADEIRAMENTE bom é Deus para com Israel, para com os limpos de coração. Quanto a mim, os meus pés quase que se desviaram; pouco faltou para que escorregassem os meus passos. Pois eu tinha inveja dos néscios, quando via a prosperidade dos ímpios. Porque não há apertos na sua morte, mas firme está a sua força. Não se acham em trabalhos como outros homens, nem são afligidos como outros homens. Por isso a soberba os cerca como um colar; vestem-se de violência como de adorno. Os olhos deles estão inchados de gordura; eles têm mais do que o coração podia desejar. São corrompidos e tratam maliciosamente de opressão; falam arrogantemente. Põem as suas bocas contra os céus, e as suas línguas andam pela terra. Por isso o povo dele volta aqui, e águas de copo cheio se lhes espremem. E eles dizem: Como o sabe Deus? Há conhecimento no Altíssimo? Eis que estes são ímpios, e prosperam no mundo; aumentam em riquezas. Na verdade que em vão tenho purificado o meu coração; e lavei as minhas mãos na inocência. Pois todo o dia tenho sido afligido, e castigado cada manhã. Se eu dissesse: Falarei assim; eis que ofenderia a geração de teus filhos. Quando pensava em entender isto, foi para mim muito doloroso; Até que entrei no santuário de Deus; então entendi eu o fim deles. Certamente tu os puseste em lugares escorregadios; tu os lanças em destruição. Como caem na desolação, quase num momento! Ficam totalmente consumidos de terrores. Como um sonho, quando se acorda, assim, ó Senhor, quando acordares, desprezarás a aparência deles.
(Salmos 73:1-20)
Esse Salmo foi escrito por Asafe, líder dos levitas, a tribo escolhida para fazer a obra de Deus, diretor de música no tempo de Davi e de Salomão. Pois bem, esse mesmo Asafe autor de 12 Salmos, declarou que por pouco os seus pés quase se desviaram.
O motivo pelo qual ele quase se desviou, ele mesmo declara: “Pois eu tinha inveja dos néscios, quando via a prosperidade dos ímpios” v.3. Ele disse que quase se desviou porque olhava ao ímpio, quando ele observava o ímpio, ele podia ver que a vida deles aparentemente era mais fácil. Ele tinha que se consagrar constantemente não podia errar, pois se ele errasse ofenderia a geração dele. Enquanto os ímpios caminhavam iniquamente e nada os acontecia.
Muitas vezes somos assim também, começamos a caminhar com Jesus, negamos a nós mesmos, tomas a nossa cruz e o seguimos, nos mantemos em constante santificação sendo limpos diariamente, enquanto os ímpios vivem as suas vidas normalmente, pecam contra Deus e nada lhes acontece, enquanto nós se pecarmos sofremos conseqüências.
Mas o mesmo Asafe que fez essas declarações disse que em um momento ele percebeu que estava errado ao pensar dessa maneira.
Quando Asafe se colocou na presença de Deus ele viu a verdade, ele percebeu que esses mesmos ímpios não têm paz como diz na Bíblia:
"Não há paz para os ímpios, diz o meu Deus." (Isaías 57 : 21)
Ele também olhou o futuro deles e percebeu que os mesmos já estão condenados enquanto para os justos:
"PORTANTO, agora nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus, que não andam segundo a carne, mas segundo o Espírito." (Romanos 8 : 1)
E dessa mesma maneira temos que andar confiando em Deus, não desviando nosso olhar como fez Asafe, e que se olharmos para os ímpios devemos como ele lembrar que já estão condenados, e que a suposta paz que eles têm não significa nada, que somente há paz verdadeira em Cristo Jesus nosso Senhor. Amém.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails